fbpx

‘Sem prova robusta’: MP-SP arquiva denúncia de ‘rachadinha’ contra o deputado Gil Diniz

gil diniz


O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) decidiu pelo arquivamento da denúncia de rachadinha contra o deputado estadual Gil Diniz (PSL-SP).

No ano passado, o ex-assessor especial do parlamentar, Alexandre de Andrade Junqueira, foi à Procuradoria-Geral da Justiça denunciou Diniz, alegando ter presenciado atos de rachadinha e afirmando que a prática era “comum entre os funcionários do gabinete”. Relembre.

No último dia 25 de setembro, o promotor de justiça Ricardo Manuel Castro decidiu pelo arquivamento da denúncia. De acordo com a decisão a que o Terça Livre teve acesso, “não se obteve êxito na comprovação da irregularidade descrita na representação”.

O promotor declarou que, “sem prova robusta, ou sequer indícios contundentes desse repasse de valores, o manejo de qualquer medida judicial seria temerário”. Leia aqui a íntegra da decisão.

Em entrevista ao Terça Livre, Gil Diniz chegou a rebater as acusações e disse que a denúncia foi uma surpresa. Ele diz ser uma junção de mágoa, com ressentimento por Junqueira não ter ficado no cargo.

De acordo com o deputado, o ex-assessor foi contratado em 18 de março, com um salário de 15 mil reais, estabelecido pela Assembleia Legislativa e demitido em 31 de julho.

Apenas em  15 de outubro, apresentou a denúncia. “Ele precisou ir para Bali, na Indonésia, para me denunciar. É algo que não consigo entender”.

Reveja a entrevista:

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...