fbpx

Senador condenado por improbidade na Saúde é interpelado na Justiça após chamar Allan dos Santos de criminoso

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado


O senador e médico Rogério Carvalho (PT/SE) será interpelado judicialmente após acusar o jornalista Allan dos Santos, do Terça Livre, de ser criminoso.  

Em postagem no Instagram, o congressista chama Allan dos Santos de criminoso e estampa suposta manchete de jornal que diz que a Polícia Federal encontrou um “bilhete” na casa do jornalista contendo “incitação a ataques contra governadores”.

Na mesma postagem, o senador escreve o seguinte comentário: “É preciso ter punições firmes que sirvam de exemplo contra os saudosos da ditadura”. Ao contrário do jornalista do Terça Livre, o petista acumula diversas condenações em sua ficha. 

Rogério Carvalho, que se autointitula como “senador de Lula” foi condenado três vezes por irregularidades na aplicação de verbas enquanto secretário de Saúde de Sergipe. Foi acusado de dispensa irregular de licitação em duas ocasiões: ao contratar a construtora de um amigo para prestar serviços de manutenção e ao contratar a Associação Aracajuana de Beneficência para administrar hospitais em quatro cidades do estado. 

O senador também foi condenado por problemas na gestão do Hospital de Urgência de Sergipe em 2007. Em 2019, o político teve seus direitos políticos suspensos pelo prazo de cinco anos e precisou ressarcir prejuízo causado ao erário no valor de R$ 589,9 mil, além de multa no mesmo valor. 

Atualmente, ele é membro da CPI da Covid, que investiga o governo federal pela gestão durante a pandemia do vírus chinês. Nessa terça-feira (15), sem apresentar provas, o senador disse que, não fossem os governadores e outros “atores”, o Brasil já teria “mais de 2 milhões de mortos” por Covid.

O senador condenado por improbidade na Saúde também é membro de uma comissão mista no Congresso que acompanha gastos e ações do governo federal com a Covid-19.

De acordo com a ONG Transparência Brasildos 11 congressistas titulares da comissão, sete têm alguma pendência na justiça.

Quatro deles foram condenados ou respondem a processos por improbidade administrativa, um foi citado em delação premiada da Operação Lava Jato e o restante teve contas eleitorais ou partidárias reprovadas.

Leia também: Senador do PT condenado por improbidade na Saúde apresenta ‘PowerPoint’ sobre ‘gabinete paralelo’

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: