fbpx

STF rejeita denúncia contra quadrilhão do PP



A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou um recurso da defesa dos parlamentares do PP e rejeitou a denúncia no âmbito do Inquérito 3989 nesta terça-feira (02).

Conforme o Terça Livre noticiou, os deputados federais Arthur de Lira (PP-AL), Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) e Eduardo da Fonte (PP-PE) e o senador Ciro Nogueira (PP-PI) são acusados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) pelos crimes de “Lavagem” ou Ocultação de Bens, Direitos ou Valores, Corrupção passiva e formação de Quadrilha.

Os ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Kassio Nunes Marques foram favoráveis a rejeição do pedido.

O TL já havia adiantado a informação de que Nunes Marques poderia ser o voto decisivo para a defesa dos parlamentares.

Edson Fachin, relator do inquérito, e a ministra Cármen Lúcia votaram pela continuidade das investigações, mas foram vencidos pela maioria.

De acordo com a denúncia da PGR, o esquema chegou a beneficiar indevidamente, o núcleo político do PP com a organização criminosa por mais de uma década.

A Procuradoria-Geral da República ainda não se pronunciou sobre a decisão do Supremo.

O TERÇA LIVRE ESTÁ DE VOLTA NO YOUTUBE, SE INSCREVA:

Sobre o Colunista

Bruna Lima

1 Comentário

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: