fbpx

Trump: ‘O momento pede cura e reconciliação’

Reprodução Twitter


O presidente Donald Trump pediu, nesta quinta-feira, 7, por “reconciliação” e “fé” após os conflitos que ocorreram no Capitólio durante a certificação de votos do Colégio Eleitoral.

Em uma curta mensagem de vídeo publicada nas redes sociais, Trump disse aos americanos que agora está focado em garantir uma “suave, ordeira e harmoniosa” transição de poder para a nova administração que será iniciada em 20 de janeiro.

“O momento pede cura e reconciliação”, disse Trump. “2020 foi um tempo de mudanças para nossa população. Uma ameaçadora pandemia abalou as vidas dos nossos cidadãos, isolou milhares em suas casas, destruiu nossa economia e ceifou inúmeras vidas”.

Para ele, derrotar a pandemia do vírus chinês e reconstruir a “grandiosa economia no planeta” vai requerer de todos “um trabalho conjunto”.

“Vai requerer ênfase nos valores de patriotismo, fé, caridade, comunidade e família. Devemos revitalizar as obrigações do amor e lealdade que nos unem como uma família nacional”, declarou.

O presidente também condenou os atos de violência durante os protestos da última quarta-feira (6). “Como todos os americanos, estou indignado com a violência, ilegalidade e o caos”.

“Imediatamente convoquei a guarda nacional e a polícia para proteger o prédio e expulsar os invasores. A América deve sempre ser uma nação de lei e ordem. Os manifestantes que se infiltraram no Capitólio profanaram a democracia da América”, assinalou.

Trump também alertou que quem danificou o Capitólio terá que pagar e reforçou que essas pessoas não representam o país.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: