fbpx
Reprodução/Artigo 220

‘Tudo tem um limite’, diz Allan dos Santos sobre sabatina de André Mendonça



 

Durante uma cerimônia de entrega simbólica de títulos de propriedade rural na cidade de Miracatu (SP), o presidente Jair Bolsonaro manifestou-se a respeito da demora do Senado Federal em realizar a sabatina do ex-Advogado-Geral da União, André Mendonça, sua indicação ao Supremo Tribunal Federal (STF). A sessão deve acontecer pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), presidida pelo senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), que tem postergado a reunião.

Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado Federal, acredita que o trâmite da nomeação está sendo respeitado, uma vez que até mesmo o Supremo Tribunal Federal teria reconhecido a “regularidade” da atuação na CCJ, ao não fazer a delimitação de tempo para avaliação do indicado.

Analisando a situação no Boletim da Noite dessa quarta-feira (13), o jornalista Allan dos Santos lembrou que Jair Bolsonaro não tem conseguido fazer tudo o que desejava, tendo de realizar concessões políticas em virtude da natureza do regime republicano. Ele lembrou sobre a primeira indicação, da qual o presidente teve de abrir mão, o que não deseja fazer desta vez.

“Olha, não podemos imaginar que o presidente Bolsonaro pudesse governar fazendo apenas o que quer em tudo. Você está em uma República, há um parlamento e volta e meia acaba tendo que fazer concessões e essa é a vida política, só que tudo tem um limite. O presidente reconhece que, diante da indicação para um ministro do Supremo, ele mesmo reconhece que abriu mão da primeira indicação, agora tem a segunda indicação da qual ele não quer abrir mão. Ele ainda fará outras, tanto no decorrer deste governo como no próximo, se Deus quiser eu torço por isso, uma vez reeleito. Então, ele está deixando bem claro: ‘vocês querem ter cargo na Casa Civil,  cargo no Palácio do Planalto, aumentar o tal do diálogo, sem corrupção, não contem comigo e , no caso do André Mendonça, está deixando muito claro, de modo bem objetivo, vocês têm um limite aqui, vocês podem exigir certas coisas, outras não. Ele está certo de exigir esses limites e, na medida do possível, que ele consiga exigir mais limites”, lembrou.

Sobre o Colunista

Italo Toni Bianchi

Ítalo Toni Bianchi, membro do Movimento Conservador, bacharel em teologia pelo Seminário Teológico Batista Nacional Enéas Tognini. Músico percussionista, leitor, preletor e jornalista do portal Terça Livre.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: