fbpx

Twitter e Facebook censuram jornal que denunciou Joe Biden e seu filho

twitter 2


Tanto o Twitter quanto o Facebook, tomaram medidas de censura contra o The Post nesta quarta-feira (14/10), por causa de suas denúncias sobre os e-mails de Hunter Biden. As mídias levantaram acusações infundadas de que os relatórios usavam “materiais hackeados”.

O esforço de supressão veio após a tentativa da campanha do candidato presidencial Joe Biden negar que ele tinha algo em seus “horários oficiais” de encontrar-se com um executivo ucraniano de energia em 2015.

O Twitter também impediu que os usuários compartilhassem o link para o artigo do The Post, indicando que Hunter Biden apresentou Joe Biden ao empresário ucraniano, chamando o link de “potencialmente prejudicial”. A empresa disse que tomou a medida devido à falta de relatórios confiáveis ​​sobre a origem dos materiais incluídos na história do Post.

Ao tentar compartilhar a matéria do New York Post, aparecem as seguintes mensagens: “Algo deu errado, mas não se preocupe. Vamos tentar novamente” e “Não é possível concluir essa solicitação porque esse link foi identificado pelo Twitter ou pelos nossos parceiros como potencialmente prejudicial. Acesse a Central de Ajuda para saber mais”.

Assista aos comentários da notícia:

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...