fbpx
twitter 2

Twitter suspende mais de 70 mil contas que propagam ‘teoria da conspiração’



Na última segunda-feira (11/1), o Twitter anunciou que removeu mais de 70 mil contas que promoviam conteúdo relacionado à “teoria da conspiração QAnon”.

“Devido aos eventos violentos em Washington, DC, e ao aumento do risco de danos, começamos a suspender permanentemente milhares de contas que eram principalmente dedicadas ao compartilhamento de conteúdo QAnon na tarde de sexta-feira”, disse o gigante da mídia social.

“Essas contas estavam envolvidas no compartilhamento de conteúdo prejudicial”, continuou a plataforma. Afirmou ainda que essas contas excluídas “foram principalmente dedicadas à propagação dessa teoria da conspiração.”

O movimento QAnon segue pistas de mensagens enigmáticas postadas em um fórum anônimo online. Um dos temas proeminentes da teoria alega que as elites globais são parte de um círculo satânico de pedofilia.

A explicação do Twitter para a remoção sugere que ele culpa QAnon pela violência em Washington e a violação do Capitólio dos EUA em 6 de janeiro. Ele usou uma explicação semelhante para banir o presidente, alegando que sua retórica incitou a violência e que removê-lo foi necessário para evitar mais incidentes.

“Deixamos claro que tomaremos medidas de fiscalização rigorosas sobre o comportamento que tem o potencial de causar danos offline”, disse o Twitter.

A censura coordenada começou no mesmo dia em que o Twitter anunciou que suspenderia permanentemente a conta do presidente Donald Trump.

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: