fbpx
União Europeia - UE

UE pressiona Cuba por prisão de opositores



Deputados da União Europeia aprovaram na última terça-feira (8) uma resolução que pressiona Cuba pelas detenções de opositores.

A resolução também lamenta que a implementação de um Acordo de Diálogo com o bloco não tenha permitido resultados “tangíveis” para a população da ilha.

No documento, os legisladores condenam “a existência de presos políticos, perseguições políticas persistentes e permanentes, atos de perseguição e detenções arbitrárias de dissidentes”.

A Resolução também “insta as autoridades cubanas a libertar imediatamente” as pessoas detidas relacionadas com o grupo de oposição Movimento Santo Isidro.

Além disso, “lamenta que, apesar da entrada em vigor do Acordo sobre Diálogo Político e Cooperação há quase quatro anos, a situação em matéria de direitos humanos e democracia não tenha melhorado”.

Ainda em novembro de 2017, o Acordo de Diálogo Político e Cooperação entre União Europeia e Cuba foi aplicado de forma provisória, mas os legisladores lamentaram que a resolução não tenha gerado “nenhum resultado positivo substancial e tangível para o povo cubano”.

Deputados conservadores da UE criticam o acordo, como, por exemplo, o legislador espanhol Gabriel Mato, declarando que o acordo “não serviu para nada”.

“Nós estamos vendo um movimento da China, do Irã, estamos vendo um movimento, inclusive, orquestrado junto com a Venezuela. Cuba é exatamente isso e continuará sendo enquanto não sofrer uma intervenção efetiva internacional. Não tem jeito, ali não se instalará uma democracia se não tiver uma forte pressão externa, e eu não estou falando militar, falo pressão externa de outras formas, diplomática etc.”, apontou o analista político Carlos Dias, durante o Boletim da Noite de sexta-feira (11). 

“Os países devem ser responsáveis de uma maneira correta. E não é simplesmente fazendo sanção, que tipo de sanção que podemos fazer em Cuba? Não tem absolutamente nada que se possa fazer, a não ser uma pressão efetiva para uma mudança do regime, financiar movimentos internos que avancem na direção da democracia e proteger a sua integridade física”, concluiu o analista político.

ASSISTA AOS COMENTÁRIOS DA NOTÍCIA:

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: