fbpx

Vendedor de ossos para práticas de rituais satânicos é preso em flagrante

ossos


Policiais Civis da 31ª DP, na noite da última segunda-feira, 26/10, prenderam em flagrante, Luiz Silas dos Santos Brandão, com um crânio e dois ossos retirados de covas do Cemitério Ricardo de Albuquerque, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

O preso confessou que as ossadas seriam utilizadas em ‘rituais religiosos’.

Luiz Silas disse também que fazia a limpeza do lado de fora e foi convidado por um homem, prestador de serviço do cemitério, a ajudar na venda de ossadas humanas.

Um crânio era vendido por R$ 300 reais e outros ossos pela quantia de R$ 100.

O delegado da Polícia Civil, Fábio Souza, confirmou ao Terça Livre, que os ossos são vendidos para uso em rituais satânicos. Disse estar investigando se existe a participação de funcionários do cemitério no caso e está em busca dos compradores.

Luiz Silas foi preso em flagrante, pela prática de Vilipêndio de Cadáveres, segundo o Código Penal.

Imagens cedidas pela 31.ª DP

Sobre o Colunista

Avatar

Christiano Reis França

Jornalista e revisor de texto do Terça Livre.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: