fbpx

Wilson Witzel recorre a Gilmar Mendes para se livrar de processos na justiça



O governador afastado Wilson Witzel, quer contar com a leniência do Supremo Tribunal Federal (STF), para voltar ao cargo e comandar o estado do Rio de Janeiro.

Afastado desde o fim de agosto, Witzel (PSC), quer o apoio de Gilmar Mendes para mudar essa situação. A defesa dele pediu nesta sexta-feira (25) ao STF que a volta à função seja avaliada pelo ministro.

Segundo a revista Oeste, os advogados de Witzel alegam que o caso precisa ser necessariamente analisado por Mendes.

O pedido foi direcionado ao ministro que foi o relator no STF de outros processos relacionados à investigação contra o político do PSC.

Gilmar Mendes relatou, por exemplo, casos sobre as operações Calicute, Eficiência, Fatura Exposta e S.O.S.

Witzel foi afastado do poder executivo do Rio de Janeiro por meio de decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e já teve seu caso analisado por outros integrantes do Supremo.

A ação contra ele já passou por Edson Fachin, Luiz Fux (que se declarou impedido de julgar o caso) e Rosa Weber.

Além do afastamento via judicial, Witzel é alvo de processo de impeachment na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

Com informações: Revista Oeste

 

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...