fbpx

YouTube pode derrubar canal do Terça Livre a qualquer momento



 

A juíza Ana Carolina Munhoz de Almeida, da 8ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo, derrubou nessa quinta-feira (15) a liminar que restabeleceu os canais do Terça Livre no YouTube.

“a) Indefiro a reativação dos canais referidos; b) indefiro a conversão da obrigação em perdas e danos; c) indefiro a aplicação do artigo 20 do Marco Civil da Internet. Ante a sucumbência, condeno o requerente ao pagamento das custas e despesas processuais, bem como em honorários advocatícios”, diz a sentença.

De acordo com a juíza, o vídeo do discurso de Trump falando sobre seu banimento no Twitter, motivo da exclusão dos canais pelo YouTube “parece mais ter o objetivo de incitar violência do que propriamente informar acerca da fala do Presidente. Não há qualquer contextualização da fala de Donald Trump, de forma que, verdadeiramente, parece um vídeo que incita violência”.

Os advogados do Terça Livre vão recorrer da decisão, porém, o YouTube pode remover as contas a qualquer momento.

Em live transmitida na tarde dessa quinta-feira (15), Allan dos Santos alertou sobre a possibilidade da exclusão dos canais do YouTube e pediu o apoio de todos os que acompanham o TL para que assinem o Terça Livre Juntos.

E para acompanhar o Terça Livre TV, basta acessar o tercalivre.com.br/aovivo.

Assista à live completa:

Sobre o Colunista

Ezequiel Carneiro

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: